Curitiba aceitará cartão de crédito e débito em ônibus

Transporte Público da Região Metropolitana de Curitiba inicia teste para aceitar cartões de crédito, débito e até carteiras digitais em ônibus, trens e metrô.

A Região Metropolitana de Curitiba iniciou nesta terça-feira (01) a fase de testes de um novo sistema que permitirá que o passageiro pague a passagem de ônibus usando um cartão de crédito ou débito da bandeira MasterCard. Além do uso do cartão físico (plástico) o projeto também inclui a possibilidade de pagar usando carteiras digitais através de smartphones que possuem a tecnologia NFC, e que permitem o pagamento por aproximação.
Quem não tem cartão poderá pedir um cartão pré-pago da AcessoCard a MetroCard, ele permite fazer pagamentos, saques e usar o transporte público. (divulgação)

Embora o projeto-piloto já esteja em andamento deste a última terça-feira (01), ele só deve entrar em vigor, efetivamente, em Dezembro de 2017, pois haverá uma etapa de testes, antes da modalidade ser disponibilizada em todas as estações e ônibus.

A parceria foi firmada entre as empresas de bilhetagem de transporte público e a bandeira MasterCard, ela visa proporcionar mais facilidade e segurança dentro dos coletivos. Hoje em dia são poucas as pessoas que andam com dinheiro na carteira, a tendência é que a maioria passe a usar apenas cartão de crédito e débito, então, nada mais justo do que o transporte público também aceitar esse tipo de pagamento.

ACEITA APENAS CARTÕES COM CONTACTLESS

Para dar mais agilidade aos usuários do transporte coletivo e evitar que o usuário tenha que inserir o cartão, o projeto-piloto aceitará apenas cartões que possuem a tecnologia Contactless, que permite o pagamento por aproximação, sem que seja necessário inseri-lo na máquina e/ou terminal de cartão.

Quem não tiver um cartão com a tecnologia não poderá utilizá-lo para pagar o transporte público. Atualmente são poucos os bancos que emitem cartões com essa tecnologia, os maiores emissores são o Banco Bradesco, HSBC e o Banco Original.

Para não precisar trocar a tecnologia do cartão o usuário também poderá usar uma e-wallet, que é uma carteira eletrônica que permite realizar pagamentos usando smartphones que possuem a tecnologia de identificação por aproximação, tal como, Apple Pay, Samsung Pay, Android Pay, dentre outros. Mais detalhes sobre essa integração deverão ser anunciados em meados de 2017 quando a tecnologia efetivamente entra em vigor em Curitiba.

A empresa que cuida da bilhetagem na Região Metropolitana de Curitiba, a Metrocard, também oferecerá um cartão pré-pago que possui essa tecnologia, ele pode ser recarregado em dinheiro e usado tanto para compras quanto para o pagamento do transporte público.

Jundiaí, município do interior do Estado de São Paulo, já aceita pagamentos com cartão em ônibus, mas o usuário precisa inserir o plástico na máquina, algo que não é tão prático. Além disso, ele não permite a utilização de cartões por contato e nem carteiras digitais. A passagem também é até R$0,50 mais cara se for paga com cartão, algo que não acontece no cartão lançado em Curitiba.